Publicidade

Notícias de saúde

Estudo associa artrite à maior ocorrência de complicações na gravidez

18 de março de 2010 (Bibliomed). Gestantes com artrite reumatoide podem ter um maior risco de sofrer de pressão alta, de ter um bebê com baixo peso ou de precisar de um parto cesariana, segundo estudo recentemente publicado na revista científica Annals of Rheumatic Diseases. A artrite ocorre mais frequentemente em mulheres, quando o sistema imunológico erroneamente ataca os tecidos das articulações, levando a inflamação, dor e dano progressivo. E, embora as razões de sua relação com as complicações na gravidez não estejam claras, os pesquisadores suspeitam que os medicamentos utilizados no tratamento da doença reumática podem afetar negativamente a gravidez.

Avaliando dados de um registro nacional de Taiwan, incluindo mais de 1,9 mil novas mães com artrite e 9,6 mil sem a doença, os pesquisadores descobriram que as primeiras têm duas vezes maior risco de ter pré-eclâmpsia - condição marcada por pressão alta durante o segundo ou terceiro trimestre da gestação -, 47% mais chances de ter um bebê com baixo peso, e 19% maior propensão a precisar da cesariana. Além disso, a ocorrência de bebês pequenos para idade gestacional, indicando crescimento restrito no útero, foi maior entre as mulheres com artrite - 17%, contra 15% do grupo controle.

Os pesquisadores destacam, porém, que a maioria das participantes não teve complicações na gravidez - à exceção da cesariana, relatada por 42% daquelas com artrite e 38% daquelas sem esta doença. Apenas 3% das mulheres com a condição inflamatória tiveram pressão alta, contra 1% das mulheres saudáveis; e as taxas de baixo peso foram de apenas 8% e 5,5%, respectivamente.

Apesar de o estudo ser abrangente, ele possui limites - incluindo a falta de importantes informações sobre a gravidade da artrite e sobre as medicações usadas durante a gravidez -, que não permitem apontar as razões da relação entre a artrite e as complicações na gravidez. Sabe-se que alguns medicamentos contra a artrite podem ser prejudiciais e, por isso, é recomendado interromper seu uso durante a gravidez, mas outros continuam sendo usados pela gestante. Por isso, mais estudos são necessários para determinar o papel da severidade da doença e do uso de medicamentos na ocorrência de problemas na gestação.

Fonte: Annals of Rheumatic Diseases. 25 de fevereiro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: