Publicidade

Notícias de saúde

Distúrbios de ansiedade geram proeminentes alterações psicofisiológicas

30 de janeiro de 2008 (Bibliomed). Os distúrbios de ansiedade incluem um grupo heterogêneo de doenças que guardam algumas semelhanças na sua sintomatologia. Como exemplos de transtornos da ansiedade temos o distúrbio de estresse pós-traumático e a síndrome do pânico. O transtorno de estresse pós-traumático costuma induzir uma desregulação autonômica que culmina em elevação da freqüência cardíaca, conforme revelam investigadores suíços da Universidade de Basel que publicaram uma pesquisa na revista Psychosomatic Medicine. Da mesma forma, o distúrbio do pânico associa-se a anormalidades respiratórias.

Foram incluídos na análise 23 doentes portadores de transtorno de estresse pós-traumático, 26 com diagnóstico de síndrome do pânico, bem como 32 voluntários sadios. Os resultados divulgados demonstraram que os distúrbios de ansiedade resultam em modificações na harmonia do funcionamento do sistema nervosos autônomo. O transtorno de estresse pós-traumático gera elevação da atividade nervosa simpática conjugada a redução do tônus parassimpático, culminado em aumento mantido da freqüência de batimentos do coração.

Os portadores de síndrome do pânico costumam apresentar maior freqüência e amplitude dos movimentos respiratórios. Dessa forma, os autores concluem que as mudanças psicofisiológicas induzidas pelos transtornos ansiosos, com destaque para o distúrbio de estresse pós-traumático e a síndrome do pânico, envolvem a hiperativação do braço simpático do sistema nervoso autônomo.

Fonte: Psychosomatic Medicine 2007; 69: 935 – 943.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: