Publicidade

Notícias de saúde

Droga contra leucemia mielóide crônica deve ser liberada pelo FDA

São Paulo, 10 de Maio de 2001 (eHealthLA). A primeira droga contra a leucemia, o Evolex®, criado a partir do conhecimento de como funciona a célula cancerosa, está prestes a ser liberada pelo Food and Drougs Administration (FDA), órgão regulador americano.

Em função da sua eficácia contra a leucemia mielóide crônica, o Evolex®, da Novartis, deve registrar um recorde de rapidez para liberação no mercado. A droga começou a ser testada há apenas 3 anos e vem sendo usada por 7.500 pacientes em todo o mundo, entre eles doentes brasileiros. As boas condições para pesquisa no Brasil fizeram com que a Novartis incluísse o País na última fase de testes, ao lado da Espanha, Canadá e Austrália entre outros.

Como funciona

As substâncias desse novo remédio inibem a ação da proteína causadora da leucemia mielóide crônica (LMC). Esse mal surge quando um defeito no cromossomo das células sangüíneas faz com que os leucócitos se multipliquem de forma incontrolável. Neste tipo de leucemia, as células mielóides (responsáveis pelas demais células sanguíneas) sofrem uma alteração cromossômica e passam a aumentar exageradamente a velocidade de divisão das células sanguíneas. Normalmente, a LMC acomete adultos. Segundo os cientistas, se a droga for usada logo que a doença é diagnosticada, existem chances de ela ser totalmente eliminada.

Para o diretor médico da Novartis, Dr. Branderley Cláudio, o novo medicamento tem demonstrado eficácia em casos clínicos considerados críticos, como crise blástica (fase grave em que há grande quantidade de células imaturas na corrente sanguínea) e na fase acelerada da doença. “O Evolex®, ainda não teve tempo para passar pelo teste definitivo de eficácia, os cinco anos que marcam a remissão do câncer. Mas não há como ignorar o sucesso do medicamento”, afirma.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: