Publicidade

Notícias de saúde

Para uma dieta vegetariana, nem todas as plantas são iguais

20 de março de 2019 (Bibliomed). Para cuidar melhor do coração e ter uma vida mais longa, as pessoas deveriam adotar uma dieta baseada em muitas frutas, vegetais, cereais integrais e nozes. Essa é a principal conclusão de um estudo com quase 48.000 mulheres e 26.000 homens, com idade média de 64 anos. Os pesquisadores avaliaram seus hábitos alimentares nos 12 anos anteriores e posteriores ao ingresso no estudo. Nenhum tinha histórico de doença cardíaca ou câncer.

Durante esse período, o risco de morte por todas as causas foi 8% menor para os participantes que adotaram um regime geral de consumo baseado em vegetais e 10% menor para aqueles que adotaram as dietas mais saudáveis. Para os participantes que adotaram uma dieta baseada em vegetais ricos em sucos de frutas, grãos refinados, batatas e doces, o risco de morte aumentou 11%.

Um aumento de dez pontos em uma dieta balanceada saudável foi associado a um risco 10% menor de morte relacionada a doenças cardíacas, enquanto um aumento de dez pontos em uma dieta insalubre foi associado a um risco 6% maior . Um aumento de dez pontos poderia ser alcançado substituindo uma porção por dia de grãos refinados por grãos integrais, aumentando a ingestão de frutas e vegetais em uma porção por dia, e eliminando uma porção por dia de bebidas açucaradas.

Segundo os pesquisadores, nem todas as dietas baseadas em vegetais são iguais, mas aumentar a ingestão de alimentos vegetais de alta qualidade ao longo do tempo reduz o risco de morte mesmo entre pessoas que começaram com dietas de baixa qualidade.

O estudo foi apresentado em 6 de março em uma reunião da American Heart Association (AHA) em Houston.

Fonte: American Heart Association News. Mar 6, 2019.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: