Publicidade

Notícias de saúde

Medo dos danos causados por cigarros eletrônicos reduz seu uso por adolescentes

20 de março de 2018 (Bibliomed). A percepção de um maior prejuízo causado pelos cigarros eletrônicos diminui a probabilidade de que os adolescentes os usem, de acordo com um estudo publicado na revista eletrônica Preventing Chronic Disease dos Centros de Controle de Doenças e Prevenção dos EUA (CDC).

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill examinaram os fatores associados ao uso de cigarros eletrônicos entre 1.627 estudantes do ensino médio que participaram do Inquérito ao tabaco juvenil da Carolina do Norte de 2015.

Os pesquisadores descobriram que uma maior percepção de danos causados ​​por cigarros eletrônicos estava associada a menores probabilidades de susceptibilidade ao uso destes (odds ratio ajustado [aOR], 0,79) e uso atual de cigarros eletrônicos (aOR, 0,43). Um maior perigo percebido do vapor de e-cigarro de segunda mão produziu resultados semelhantes. A susceptibilidade ao uso de cigarros eletrônicos foi associada à exposição ao vapor de e-cigarro em lugares públicos abertos ou fechados (AOR, 1,96), como era o uso atual de cigarro eletrônico (AOR, 5,69).

Portanto, segundo os autores, para evitar o início do uso do cigarro eletrônico, particularmente entre os adolescentes que não são susceptíveis de fumar cigarros, campanhas educacionais podem direcionar as percepções prejudiciais associadas ao uso dos cigarros eletrônicos.

Fonte: Prev Chronic Dis 2018;15:170368. DOI:10.5888/pcd15.170368.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: