Publicidade

Notícias de saúde

Estresse de guerra não aumenta a mortalidade geral

11 de janeiro de 2011 (Bibliomed). Guerras internas e internacionais continuam a ocorrer no século 21. Pesquisadores da McGill University resumiram os efeitos do stress relacionado com a guerra em todas as causas de mortalidade.

O risco relativo médio foi de 1,05 (IC 95% 0,98 a 1,13). O efeito médio para os homens foi de 1,14 (IC 95% 1,00 a 1,31), e para as mulheres foi de 0,92 (IC 95% 0,66 a 1,28). Não foram encontradas diferenças para várias durações de acompanhamento ou para os vários tipos de estresse de guerra. Nem civis nem militares tiveram um risco de mortalidade elevado. Os que foram expostos a uma zona de combate durante a Guerra do Vietnã tiveram uma chance ligeiramente maior de óbito (RR 1,11 IC 95% 1,00 a 1,23). 

Os resultados mostraram que a exposição ao estresse de guerra não aumenta o risco de morte quando os estudos são bem controlados. Os efeitos foram pequenos quando encontrados.

O estudo foi publicado na revista International Journal of Epidemiology.

Fonte: International Journal of Epidemiology, Volume 39, Issue 6, 2010, Pages 1499-1509

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: