Publicidade

Notícias de saúde

Dose diária de medicamento pode reduzir risco de infecção pelo HIV, diz estudo

01 de dezembro de 2010 (Bibliomed). Uma combinação de duas drogas usadas no tratamento da aids - o tenofovir e a emtricitabina -, tomada em uma única pílula diariamente, pode reduzir os riscos de infecção pelo vírus da aids, segundo recente estudo realizado com 2,5 mil homens em diversos países, incluindo o Brasil. Publicados no final de novembro no New England Journal of Medicine, os resultados mostraram que a pílula chamada Truvada - parte do coquetel receitado para pacientes infectados pelo HIV, mas ainda não disponível no Brasil - reduziu em 44% os riscos de homens que fazem sexo com homens serem infectados com o vírus da aids.

De acordo com os autores, a combinação dessas drogas impede que o vírus domine as células do organismo - processo necessário para sua reprodução -, alcançando taxas de eficácia de até 73% entre aqueles que aderiram melhor ao tratamento. E, apesar de o método já ser utilizado há mais de 15 anos para evitar que gestantes infectadas com o HIV transmitam o vírus para seus bebês, os pesquisadores destacam que os resultados do novo estudo representam um dos principais avanços na pesquisa sobre a prevenção à infecção pelo HIV, por demonstrar a eficácia dessa estratégia em homossexuais.

“Temos fortes evidências de que a pré-exposição profilática com uma droga antirretroviral pode reduzir o risco de aquisição do HIV entre homens que fazem sexo com homens, um segmento da população afetada desproporcionalmente pelo HIV/aids”, destacou o pesquisador Anthony S. Fauci, diretor do Instituto Nacional de Doenças Alérgicas e Infecciosas dos Estados Unidos, instituição que financiou o estudo. “Pesquisas adicionais são necessárias, mas certamente essa é uma descoberta importante, que oferece as bases para investigações futuras, desenvolvimento e emprego dessa estratégia de prevenção, com potencial significativo no combate à aids”.

Enquanto outras pesquisas não confirmam os benefícios dessa abordagem para a prevenção da infecção pelo HIV, os pesquisadores destacam que os melhores métodos permanecem sendo o uso correto e consistente do preservativo e a redução do número de parceiros sexuais. Para isso, eles recomendam mais campanhas para informação e aconselhamento.

Fonte: EurekAlert. Public release. 23 de novembro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: