Publicidade

Notícias de saúde

A hereditariedade da asma é substancial, mas menor em idosos que em jovens

30 de julho de 2010 (Bibliomed). A asma é uma doença complexa caracterizada por sintomas de chiado, dispneia, opressão torácica e tosse. Estudo publicado na revista Clinical and Experimental Allergy estudou a contribuição relativa dos fatores genéticos e ambientais no desenvolvimento de asma em uma grande amostra de gêmeos.

Foram pesquisados sintomas de asma em 21135 pares de gêmeos, de 3 a 71 anos de idade. Gêmeos monozigóticos tiveram um risco aproximadamente seis vezes maior de ter asma enquanto gêmeos dizigóticos tiveram um risco aproximadamente três vezes maior em relação à população em geral, se o seu co-gêmeo for asmático. A diferença foi mais pronunciada entre os homens. A agregação familiar de asma em crianças e adolescentes foi explicada principalmente por fatores genéticos, mas o ambiente comum também foi importante. A hereditariedade da asma também foi substancial em adultos de 20-49 anos. Em adultos mais velhos (com idade entre 50-71 anos), fatores genéticos não influenciaram significativamente o risco da doença.

Os dados mostraram que influências genéticas sobre a asma são substanciais ao longo da vida, mas a proporção dos casos de asma explicados por fatores genéticos é menor em idosos.

Fonte: Clinical and Experimental Allergy, 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: