Publicidade

Notícias de saúde

Pessoas fisicamente mais fracas ouvem melhor, sugere estudo

28 de abril de 2009 (Bibliomed). Um estudo da Universidade de Wooster, nos Estados Unidos, sugere que pessoas com menos força física são mais propensas a perceber o som de algo ou alguém se aproximando mais perto do que o som realmente está. Segundo os cientistas essa maior rapidez na percepção do som pelo cérebro pode ser uma defesa dos fisicamente mais fracos contra os perigos que se aproximam.

No estudo, voluntários tiveram de passar por um teste de sons “ameaçadores”, no qual os participantes ouviam um som se aproximando e tinham de apertar um botão quando acreditavam que ele estava diretamente à frente. Quase todos os voluntários apertaram antes da hora. Segundo os autores isso seria uma adaptação que ajuda os seres humanos a antecipar e evitar o perigo.

Porém as pessoas que tinham a parte superior do corpo mais avantajada e/ou sistemas cardiovasculares mais potentes tiveram piores resultados nos testes de som do que aqueles considerados mais fracos fisicamente. Segundo os pesquisadores, os voluntários mais franzinos apertavam o botão mais antecipadamente, enquanto aqueles teoricamente mais preparados para enfrentar o perigo deixavam o som chegar mais perto.

Além disso, os resultados indicaram que as mulheres tendem a responder mais rapidamente aos “sons ameaçadores” do que os homens, embora as diferenças tenham sido sutis. “Essas reações são influenciadas por forças evolutivas; é uma boa coisa responder um pouco mais cedo e, evolutivamente, não custa muito”, explicaram os especialistas.

Fonte: American Institute of Physics. 27 de abril de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: