Publicidade

Notícias de saúde

Alergia alimentar traz impacto econômico para a família do paciente

19 de março de 2009 (Bibliomed). Um estudo apresentado esta semana no encontro anual da Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia indica que as famílias de pessoas com alergia alimentar são mais propensas a ter problemas financeiros.

A análise de dados de mais de quatro mil crianças com alergias alimentares indicou que, quando comparadas à amostra geral de uma pesquisa nacional americana, as famílias com uma criança alérgica são mais propensas a parar de trabalhar, reduzir a carga de trabalho ou incorrer em problemas financeiros. E isso ocorria independentemente de estresses psicológicos e médicos

Os resultados mostraram que os cuidadores – pais e responsáveis – tinham mais chances de parar de trabalhar quando não recebiam informações necessárias sobre a doença, cuidados médicos ou de especialistas em saúde mental. E o preocupante é que essas crianças tinham duas vezes maior risco de não receber os cuidados de saúde necessários.

“Assegurar que crianças com alergia alimentar e seus familiares recebam o cuidado necessário pode diminuir o impacto econômico das alergias alimentares”, concluiu a pesquisadora Tamara T. Perry, da Universidade do Arkansas, nos Estados Unidos.

Fonte: American Academy of Asthma and Immunology Annual Meeting. 15 de março.de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: