Publicidade

Notícias de saúde

Estudo associa insuficiência cardíaca a problemas cognitivos

09 de janeiro de 2009 (Bibliomed). Quase metade dos pacientes com insuficiência cardíaca tem problemas de memória e outros distúrbios cognitivos, segundo estudo publicado na edição de fevereiro do Journal of Cardiac Failure. Por isso, especialistas da Universidade da Califórnia defendem que os problemas cognitivos devem ser considerados nos cuidados médicos de pacientes com o distúrbio cardíaco.

Avaliando as habilidades cognitivas de 50 pacientes com insuficiência cardíaca e de 50 pessoas sem a doença, os pesquisadores observaram que, de forma geral, os primeiros apresentaram menores pontuações em 14 dos 19 testes cognitivos. Além disso, 46% dos pacientes com insuficiência cardíaca foram classificados como tendo déficit cognitivo de leve a severo, contra apenas 16% do outro grupo, que apresentavam déficit cognitivo leve.

Após a análise de outros fatores, os pesquisadores concluíram que o risco de problemas cognitivos seria quatro vezes maior para os pacientes com o distúrbio cardíaco.

De acordo com os autores, as descobertas trazem importantes implicações para o cuidado de pacientes com insuficiência cardíaca. Por exemplo, “as instruções de cuidados e medicações ou mudanças nutricionais precisam ser escritas e dadas verbalmente por causa das dificuldades dos pacientes com informações que requerem funções de atenção, aprendizado e memória”, destacou a pesquisadora Mary Jane Sauvé, líder do estudo.

“Os médicos devem tomar conhecimento deste problema, na medida em que ele tem o potencial de interferir no controle adequado do paciente”, escreveu Barry M. Massie, editor-chefe do Journal of Cardiac Failure.

Fonte: Journal of Cardiac Failure. Fevereiro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: