Publicidade

Notícias de saúde

Americano come menos fibra que o necessário

Belo Horizonte, 11 de Outubro de 2001 (Bibliomed). Um estudo recente da Universidade da Califórnia mostrou que apenas 9% da população norte-americana ingere uma quantidade adequada de fibras durante a alimentação.

A conclusão evidencia que os hábitos alimentares da vida moderna prejudicam a saúde da população da atualidade, que não tem tempo para comer e ingere maior quantidade de alimentos ricos em gorduras e proteínas, como sanduíches, frituras e massas.

A baixa ingestão de fibras pode causar, dentre outras doenças, prisão de ventre, hemorróidas, fissuras anais e, em último estágio, o câncer colorretal, terceira causa de mortalidade relacionada ao câncer em todo o mundo.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 890 mil pessoas receberam diagnóstico de câncer colorretal e mais de 525 mil pessoas morreram desta doença só em 1997.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa para o Brasil, somente para este ano, é que de cada 100 mil habitantes, cerca de 16 mil serão afetados pelo câncer colorretal e cerca de sete mil chegarão ao óbito.

No Brasil, este tipo de tumor está em quarto lugar entre os tumores mais freqüentes do sexo masculino, atrás apenas do câncer de estômago, pulmão e próstata.

A constipação intestinal também está relacionada ao aumento da possibilidade de desenvolver câncer no intestino, devido à redução do fluxo intestinal e conseqüente aumento na formação e no contato de substâncias cancerígenas encontradas nas fezes com o intestino grosso, além de levar à alteração da flora intestinal.

Uma das formas de prevenção dos males gastrointestinais é a ingestão de fibras, que são encontradas especialmente nas frutas, verduras e legumes. É preciso ingerir cerca de 20 gramas de fibras diariamente para prevenir as doenças do intestino. As fibras, quando entram em contato com o intestino, produzem diversos elementos químicos, como um ácido graxo, responsável pela alimentação das células do intestino.

Mas além de beneficiar o tratamento da constipação intestinal, as fibras contribuem para auxiliar no tratamento do diabetes tipo 2 e a dislipidemia (excesso de colesterol no sangue).

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: