Publicidade

Notícias de saúde

Cólica menstrual tem tratamento

Belo Horizonte, 23 de Julho de 2001 (eHealthLA). A Dismenorréia, ou cólica menstrual, como é mais conhecida, afeta nada menos que 50% das mulheres em idade fértil. Junto com a Tensão Pré Menstrual (TPM) é uma das principais queixas das mulheres nos consultórios ginecológicos.

O principal sintoma é a dor no baixo ventre ou na barriga. Em algumas mulheres, ela parece vir das costas para frente. Outros sintomas gerais como enjôos, diarréias, vômitos, cansaço, dor de cabeça, vertigem e nervosismo também podem acontecer.

A chamada dismenorréia primária é a cólica normal ou fisiológica, causada por um processo natural do que acontece nos ovários e no útero da mulher. Ela começa a ocorrer logo depois das primeiras menstruações em 50% das mulheres.

Já na dismenorréia secundária existe uma causa para a dor. Uma característica é que ela não ocorre logo após o início das menstruações, mas, geralmente, após alguns anos ou fato marcante, já que pode ter fundo psicológico.

Entre as causas mais comuns estão as alterações dos ovários e útero, endometriose, hímen sem orifício para a saída da menstruação, uso do DIU e miomas, entre outros.

Para o primeiro caso, existem tratamentos à base de medicamentos anti-inflamatórios que bloqueiam as prostaglandinas (substâncias que causam a dor).

No caso das dismenorréia secundárias, o mesmo grupo de medicamentos pode ser usado, mas é importante especificar a causa do problema para que o tratamento seja mais eficaz.

Apesar do efeito positivo dos medicamentos, alguns deles podem ter efeitos secundários indesejáveis. Para um tratamento adequado, o melhor caminho é consultar o ginecologista.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: