Publicidade

Notícias de saúde

Alemanha Nunca Legalizará Eutanásia, Diz Ministra

BERLIM (Reuters) - A Alemanha jamais vai seguir os passos da Holanda e legalizar a eutanástia, disse a ministra da Justiça, Herta Daeubler-Gmelin, na quinta-feira.

A Câmara Baixa do Parlamento holandês aprovou na terça-feira uma lei que permite que médicos ajudem pacientes a morrer, desde que sigam um conjunto estrito de regras. A lei tornou a Holanda o primeiro país do mundo a legalizar a morte provocada por clemência.

"A Alemanha nunca vai legalizar a eutanásia", disse a ministra na rádio SWR. "Vejo essa lei como uma quebra de tabu."

"Por milhares de anos, o papel dos médicos foi o de salvar vidas, não tirar vidas", disse Daeubler-Gmelin. "A eutanásia legal representa uma completa inversão de papéis. Não é trabalho do médico julgar qual vida vale a pena ser salva."

A eutanásia é uma questão particularmente delicada na Alemanha, onde estimadas 5.000 crianças e 100.000 adultos morreram nos assassinatos sistemáticos de crianças deficientes e adultos com doenças mentais durante a Segunda Guerra Mundial, sob o domínio de Hitler.

A ministra disse que a eutanásia não era aceitável sob nenhuma circunstância, mesmo como um meio de ajudar pacientes terminais a morrer com dignidade.

"Profissionais qualificados podem ajudar pacientes terminais a morrer com dignidade ao administrar drogas contra a dor. Todos têm o direito de morrer naturalmente", disse a ministra.

"Nenhum terceiro tem o direito de decidir se o que a pessoa está sofrendo é ou não suportável."

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: