Publicidade

Notícias de saúde

OMS Propõe Padrões para Sites de Saúde

Por Karen Pallarito

NOVA YORK (Reuters Health) - A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou, na segunda-feira, que está buscando aprovação para patrocinar uma nova extensão de endereços de Internet para sites de saúde que tenham rigorosos padrões de qualidade e ética.

A OMS solicitou à ICANN, entidade responsável por organizar os registros de endereços de páginas na Internet, a criação da nova extensão ".health" (".saúde", em português) para se juntar com a terminação ".com" e outras. Como organização patrocinadora, a OMS poderá determinar a política sobre como sites com nome terminado em ".health" serão distribuídos e utilizados.

Membros da ICANN estão reunidos em Los Angeles para revisar propostas de novos nomes de domínios. Se o ".health" for aprovado, a OMS diz que terá um longo caminho a percorrer até selecionar o conteúdo confiável de saúde e provedores de serviços dos charlatões.

A OMS quer "criar um local seguro na rede para informação de saúde", explicou Joan Dzenowagis, cientista da OMS que propôs a idéia da extensão ".health". "Nosso objetivo é realmente ter padrões de qualidade e ética", disse a pesquisadora.

Dzenowagis, que está acompanhando os procedimentos da ICANN, disse à Reuters Health que um grupo consultivo global, representando todos os interessados públicos e privados, comerciais e não comerciais, deveria ser criado para definir esses padrões.

"O atendimento em saúde vale bilhões de dólares e para fazer isso de uma forma correta será necessário o peso e o prestígio da OMS", argumentou a pesquisadora.

Para a OMS, existem esforços para sancionar sites confiáveis, como o uso de "marcas de confiança" ou selos designando que um site cumpre um conjunto específico de padrões, mas esses parâmetros não podem ser obrigatórios. Um nome de domínio, ao contrário, pode ser suspenso ou cancelado se o site não cumprir as regras, disse Dzenowagis. A pesquisadora também suspeita que quem tiver um endereço ".health" estaria empenhado em autopoliciar-se.

A Internet Healthcare Coalition expressou interesse em trabalhar com a OMS, disse Dzenowagis. A única preocupação é em relação a grupos, como as empresas farmacêuticas, com sites bem estabelecidos que temem competição ou exclusão caso não façam parte da comunidade ".health".

A pesquisadora acredita que essa preocupação tem origem num mal-entendido. As organizações que solicitarem o ".health" poderiam ter permissão para reter os seus domínios existentes. "Ter uma identificação bem estabelecida na Web não significa que não possa ser um '.health', disse Dzenowagis.

A proposta pode ser aprovada ainda nesta semana.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: