Publicidade

Notícias de saúde

Estresse na Gravidez Pode Prejudicar Desenvolvimento do Bebê

Por Charnicia E. Huggins

NOVA YORK (Reuters Health) - A ansiedade em relação ao nascimento de um bebê somada às exigências e aos problemas da vida diária podem transformar a gravidez num período extremamente desgastante. Uma nova pesquisa mostrou que o estresse durante a gravidez pode ter impacto no desenvolvimento mental do bebê.

As conclusões do estudo foram apresentadas sábado, durante o 47o. encontro anual da American Academy of Child and Adolescent Psychiatrists.

"Mesmo em gestações normais ou sem risco, o estresse pode ser associado a um menor desenvolvimento mental nas crianças no primeiro ano de vida", disse à Reuters Health o autor do estudo, Jan K. Buitelaar, do Centro Médico Universitário Utrecht, na Holanda.

No estudo de 170 mulheres grávidas do primeiro filho e seus bebês, os pesquisadores registraram índices mais baixos de desenvolvimento mental em crianças expostas ao estresse materno pré-natal.

Os efeitos persistiram mesmo depois que outros fatores como peso ao nascer, nível educacional e situação socioeconômica foram levados em consideração, observou Buitelaar. Os níveis de estresse materno foram medidos por relatos de ansiedade relacionada à gravidez feitos pelas próprias gestantes, que descreveram o medo do parto, medo de estar gestando uma criança com problemas e a frequência diária dessas crises de ansiedade.

As razões para esse efeito sobre o desenvolvimento mental do bebê permanecem "obscuras", mas o especialista acredita que "os hormônios do estresse da mãe podem entrar na circulação do feto e afetar diretamente o desenvolvimento cerebral ou alterar seu sistema de estresse".

Como os dados são preliminares, do primeiro ano de vida, o pesquisador enfatiza que "não se sabe ainda se esse efeito é temporário ou permanente". Os obstetras deveriam estar mais atentos para identificar as grávidas com maiores níveis de estresse, aconselhou Buitelaar, lembrando que uma certa dose de ansiedade em relação ao bebê é inevitável. "Os temores em torno do nascimento de um bebê são universais na gravidez e não deveriam ser ignorados, mas reconhecidos e enfrentados", disse o pesquisador.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: