Publicidade

Notícias de saúde

Muito Ferro Pode "Enferrujar" Vasos Sanguíneos

Por Meg Bryant

WASHINGTON (Reuters Health) - O excesso de ferro no organismo pode danificar o endotélio, revestimento interno dos vasos sanguíneos, aumentando as chances de uma pessoa ter aterosclerose e ataque cardíaco.

Segundo estudo coordenado por Hidehiro Matsuoka, da Faculdade de Medicina de Kurume, altos níveis de ferro parecem impedir a ação do óxido nítrico, substância química liberada pelo endotélio que ajuda a manter os vasos sanguíneos relaxados.

Várias pesquisas mostraram que o ferro é um fator de risco para a aterosclerose, o endurecimento das artérias.

Matsuoka enfatizou que suplementos de ferro geralmente são seguros, já que a absorção nesses níveis é "muito limitada".

Entretanto, consumir grandes quantidades de ferro por longo tempo pode aumentar seus níveis no organismo. Para Matsuoka, as pessoas deveriam controlar o consumo de ferro como fazem com o colesterol, além de fazer exames regulares para altos níveis de ferro se tiverem mais de 40 anos e apresentarem fatores de risco para doença cardíaca como pressão alta ou diabete.

Em uma etapa do estudo, os cientistas injetaram altas doses de ferro (0,7 mg por quilo de peso corporal) em dez voluntários saudáveis e usaram ultra-sonografia para observar o funcionamento das paredes das artérias.

O excesso de ferro aumentou os níveis de malondialdeído, marcador químico para oxidação, e inibiu a função endotelial normal. A ferrugem nos metais, por exemplo, é o resultado da oxidação.

Os pesquisadores também acompanharam os efeitos da diminuição dos níveis sanguíneos de ferro em dez fumantes e verificaram que a queda fez a função endotelial voltar ao normal.

Entender os efeitos da retirada do ferro em fumantes é importante porque, entre os fatores de risco para doença cardíaca, o fumo é uma das maiores causas de oxidação.

O estudo também pode ajudar a explicar por que mulheres antes da menopausa têm menos problemas cardíacos, já que o ferro é removido do corpo pela menstruação. Estudos anteriores apontaram o efeito protetor do estrogênio em mulheres em idade reprodutiva.

Uma superdose de ferro pode ser administrada de forma intravenosa durante tratamento de certos tipos de anemia e insuficiência renal crônica, observou Matsuoka.

O especialista recomendou que a administração intravenosa de ferro "deve ser evitada" para prevenir ataques cardíacos e derrames.

Matsuoka apresentou seu trabalho durante encontro do Conselho para Pesquisa em Pressão Alta.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: