Publicidade

Notícias de saúde

Experiências negativas nas mídias sociais estão relacionadas ao risco de depressão em adultos jovens

10 de julho de 2018 (Bibliomed). As experiências negativas nas mídias sociais são mais impactantes do que as interações positivas relacionadas aos sintomas depressivos em adultos jovens, de acordo com um estudo publicado na revista Depression and Anxiety.

Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, e seus colegas entrevistaram 1.179 estudantes (62% do sexo feminino, 28% não brancos e 51% solteiros) na University of West Virginia (em agosto de 2016 em relação a experiências positivas e negativas com mídias sociais e sintomas depressivos.

Os pesquisadores descobriram que, depois de controlar as covariáveis, que cada aumento de 10% nas experiências positivas nas mídias sociais estava associado a uma redução de 4% na probabilidade de sintomas depressivos, mas isso não foi estatisticamente significativo. Por outro lado, cada aumento de 10% nas experiências negativas foi associado a um aumento de 20% na probabilidade de sintomas depressivos.

Entretanto, não se sabe se as interações sociais negativas causaram os sintomas depressivos ou se os indivíduos deprimidos têm maior probabilidade de buscar interações on-line negativas. Mais pesquisas serão necessárias para desvendar causa e efeito.

Fonte: Depression and Anxiety. DOI: 10.1002/da.22779.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: