Publicidade

Notícias de saúde

Remédios para dormir e o risco de morte em pacientes cardíacos

26 de maio de 2014 (Bibliomed). Um novo estudo sugere que o uso de medicamentos para dormir aumenta o risco de problemas cardíacos graves e morte, em pessoas portadoras de insuficiência cardíaca.

Os problemas do sono são frequentemente observados em portadores de insuficiência cardíaca, e é comum que os pacientes recebam prescrição de medicamentos para dormir (indutores do sono) ao receberam alta dos hospitais.

No novo estudo, recentemente apresentado no Heart Failure Congress 2014, em Atenas, Grécia, uma equipe japonesa analisou os registros médicos de 111 pacientes com insuficiência cardíaca internadas em um hospital de Tóquio, de 2011 a 2013. Os pacientes foram acompanhados por até 180 dias depois que deixaram o hospital.

Verificou-se que os pacientes que tomaram medicamentos para dormir - medicamentos chamados hipnóticos benzodiazepínicos - tiveram oito vezes mais chances de serem readmitidos no hospital por insuficiência cardíaca ou de morrer de causas relacionadas com o coração,  do que aqueles que não tomaram medicamentos para dormir.

Embora o estudo não conseguiu encontrar uma relação de causa e efeito, os pesquisadores teorizam que medicamentos  benzodiazepínicos usados para dormir podem afetar tanto a função cardíaca quanto respiratória .

Os autores da pesquisa concluíram que os pacientes com insuficiência cardíaca  que usam medicamentos para dormir, especialmente aqueles que têm distúrbios respiratórios do sono, devem ser cuidadosamente monitorizados.

Fonte: Sociedade Europeia de Cardiologia, Heart Failure Congress 2014, Atenas, Grécia.

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: