Publicidade

Notícias de saúde

Brasil Deve Erradicar o Sarampo Até o Fim do Ano

FOZ DO IGUAÇU (Reuters) - Um plano que já dura oito anos e conseguiu reduzir os casos de sarampo no Brasil de 7.934 (1992) para 48 nos primeiros nove meses deste ano deixa o país mais próximo de cumprir sua meta de erradicar a doença até o fim de 2000.

De acordo com dados oficiais apresentados na segunda-feira durante a 14a. Reunião do Grupo Técnico Assessor de Doenças Imunopreveníveis da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), até o dia 27 de setembro havia 48 casos da doença, a maioria registrada em São Paulo.

Em 1999, foram 808 casos. Houve uma redução de 95 por cento do número de casos confirmados de 1999 para este ano, segundo números apresentados no encontro em Foz do Iguaçu.

Para o diretor da Fundação Nacional de Saúde, Mauro Machado Costa, o Brasil tem chances de cumprir o compromisso acertando com a Opas e entre os demais países da América de erradicar a doença até o fim do ano.

Segundo o diretor da Funasa, o bom desempenho do país deve-se, entre outros fatores, a uma parceria feita com a Opas no ano passado.

"Colocamos assessores contratados pela Funasa em cada unidade da federação para que pudessem apoiar os Estados e municípios na vigilância epidemiológica e nas estratégias para vacinação da população", disse.

Além disso, acrescentou, este ano 16 milhões de crianças foram vacinadas contra o sarampo. "Tudo nos leva a crer que o sarampo estará erradicado até o final do ano, a exemplo do que fizemos com a pólio em 1989."

Durante o período de execução do plano para erradicar a doença, a situação mais crítica ocorreu em 1997, quando houve uma epidemia na cidade de São Paulo e foram registrados mais de 53 mil casos confirmados de sarampo.

Entre os demais comprometidos com a meta na região, a tendência de redução dos casos se mantêm. No grupo formado por Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai em 2000, houve seis casos confirmados.

O número obtido até agora representa uma queda de 98 por cento em relação ao ano anterior, em que houve 329 casos.

O sarampo é uma doença de fácil contágio com sintomas que vão de febre, conjuntivite, coriza, e, entre o terceiro e sétimo dia, o paciente apresenta manchas avermelhadas, característica da doença. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mesmo com esforços para a erradicação, o sarampo continua sendo a principal causa de mortes imunopreveníveis durante a infância no mundo.

Estima-se que a doença mata 880 mil pessoas por ano no mundo.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: