Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Amniocentese e análise do líquido amniótico

(Amniocentese – código AMB: 4.09.02.01-3)
(Rotina de líquido amniótico-amniograma – citológico; espectofotometria; creatinina e teste de Clements- código AMB: 4.03.09.44-4)

Material a ser analisado: líquido amniótico.

Tempo necessário para obter o material do paciente: 45 a 60 minutos.

Finalidade: Diagnosticar anormalidades fetais, particularmente as características cromossômicas e anormalidades e desordens do desenvolvimento do sistema nervoso fetal.

Diagnosticar a doença hemolítica do recém nascido.

Determinar a maturidade fetal, principalmente a pulmonar. Identificar o sexo do feto, quando um ou ambos pais são portadores de patologias unidas ao sexo como a hemofilia.

Diagnosticar transtornos metabólicos como a mucopolisacaridose. Avaliar a saúde fetal descobrindo a presença de fezes ou sangue ou dosando níveis do estriol ou hormônios tireoideanos fetais.

O procedimento é freqüentemente recomendado para as mulheres com mais de 35 anos, naquelas que tenham tido abortos, ou quando existe uma historia familiar positiva para defeitos genéticos. Além disso, é utilizado em casos de gravidez de risco.

Só 10% das má formações são descobertas pela amniocentese. Muitos transtornos como as má formações congênitas do coração, fenda palatina ou o atraso de desenvolvimento mental não podem ser diagnosticadas pela prova.

preparação previa: 12 horas de jejum. Exige-se consentimento escrito da paciente, a qual deve ser informada sobre os riscos.

Riscos: aborto espontâneo, lesão do feto ou da placenta.

Descrição do exame: Deve ser efetuado em uma clínica ou em um consultório médico, após a 16a semana da gravidez. Uma agulha estéril é inserida através da pele, músculo e útero, na cavidade amniótica. É dirigida até a parte posterior do pescoço do feto. A posição do feto é determinada por ultra-sonografia. São aspirados cerca de 10 cm3 de líquido amniótico com uma seringa.

Controla se posteriormente a freqüência respiratória, a pressão arterial e o pulso da paciente, bem como os batimentos cardíacos do feto a cada 15 minutos, durante 1 hora.

A paciente deverá ser orientada para observar a presença de dor abdominal ou contrações abdominais, câimbras, calafrios, controle da temperatura, sangramento vaginal. Controlar também se existe, ao término da prova, hiperatividade fetal ou intensa hipoatividade, devendo comunicar imediatamente qualquer alteração ao médico.

Resultados: Podem estar disponíveis dentro de alguns dias ou semanas.Os valores são determinados pela análise química do líquido extraído.

Valores normais: O líquido deve ser claro, com cromossomos normais e não deve conter bilirrubina, mecônio, bactérias ou acetilcolinesterase, ou mais de 2 mg/100ml de creatinina. Deve apresentar fosfatidilglicerol e glicose menor que 45 mg/100ml.

confiabilidade dos resultados: boa.

Fatores que podem alterar os resultados:

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: