Publicidade

Notícias de saúde

Células tronco podem reparar córnea danificada

07 de março de 2012 (Bibliomed). Alguns problemas de visão só podem ser resolvidos com uma nova córnea. Contudo, existe uma escassez de córneas para serem doadas e uma enorme fila para o transplante, o que aumentam as chances de cegueira para muitas pessoas que aguardam a cirurgia. Agora, pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, conseguiram cultivar com sucesso, pela primeira vez, células estaminais em córneas humanas, o que, a longo prazo, pode diminuir e até eliminar a necessidade de doadores.

Na Suécia são realizados cerca de 500 transplantes de córnea por ano, sendo que no mundo esse número chega a 100.000. A córnea danificada pode deixar o paciente cego e, para que isso não aconteça, é preciso substituí-la por uma saudável. Contudo, para que a cirurgia seja realizada, é necessária uma nova córnea, que é doada.

Publicado na revista científica Acta Ophthalmological, o estudo utilizou as instalações do Hospital Universitário de Sahlgrenska e mostra que células tronco humanas podem ser utilizadas para desenvolver o que os cientistas chamam de “células epiteliais”, que são cultivadas em laboratório em um período que dura de seis a 16 dias.

Os primeiros estudos foram feitos com animais, e, agora, com a pesquisa em células humanas, os cientistas acreditam ter dado o primeiro passo para poder curar muitos problemas de visão sem a necessidade de doadores. "Se pudermos estabelecer um método de rotina para isso, a disponibilidade de material para os pacientes que precisam de uma nova córnea será essencialmente ilimitado. Tanto os procedimentos cirúrgicos e pós-tratamento a também se tornarão muito mais simples", diz Ulf Stenevi, coordenador da pesquisa.

Fonte: EurekAlert!, 5 de março de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: