Publicidade

Notícias de saúde

Melhor nível educacional retarda envelhecimento

17 de maio de 2011 (Bibliomed). Pessoas com menor nível educacional têm mais chances de envelhecer rapidamente, aponta estudo que envolveu 400 pessoas, realizado pela British Heart Foundation. Análises do DNA dos pesquisados sugerem que o envelhecimento celular é mais avançado em adultos sem qualificações, comparados com aqueles que têm um diploma universitário.

Segundo os pesquisadores, pessoas com menor grau de instrução têm maior probabilidade de fumar, fazer menos exercícios e ter menos acesso atendimento de saúde de boa qualidade, quando comparadas as pessoas mais instruídas.

O estudo sugere que a educação pode ser um fator determinante da saúde em longo prazo, mais até do que o status social e a renda. Segundo os pesquisadores, uma educação melhor permite que as pessoas tomem decisões melhores sobre sua saúde, além de essas pessoas terem menores chances de ter estresse, ou, caso o tenham, saber lidar melhor com essa situação.

"Educação é um marcador de classe social que as pessoas adquirem logo no início da vida e nossa pesquisa sugere que é a exposição no longo prazo às condições de um status mais baixo que promove o envelhecimento celular acelerado", afirmou o professor Andrew Steptoe, autor da pesquisa.

Fonte: Diário da Saúde, 12 de maio de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: