Publicidade

Notícias de saúde

Crianças obesas tem maior chance de sofrerem bullying

02 de agosto de 2010 (Bibliomed). A obesidade infantil e o bullying são problemas de saúde pública difundidos. O objetivo de um estudo realizado em diferentes Instituições norte-americanas e publicado na revista Pediatrics de junho de 2010, foi determinar a relação entre obesidade infantil e o bullying na terceira, quinta e sexta séries. Um total de 821 crianças (50% homens, 81% brancos, 17% obesos, 15% com sobrepeso, na terceira série) foi estudado. Variáveis como a série em que a criança de encontrava, sexo, raça, renda familiar, composição socioeconômica da escola, foram levadas em conta na análise. Na sexta série, 33,9%, 44,5% e 24,9% das crianças foram vítimas de bullyng, relatado pelo professor, mãe, e auto relato, respectivamente.


Houve uma associação significativa e independente entre a obesidade e o bullying (OR 1,63; IC95% 1,18 a 2,25). A relação entre a obesidade e bullying foi atenuada, mas não eliminada por todas as variáveis, exceto sexo. A relação não foi moderada por qualquer das variáveis.  Os achados mostraram que as crianças obesas têm maior probabilidade de sofrer bullying, independentemente de potenciais fatores de confusão sociodemográficos, sociais e acadêmicos. Nenhum fator de proteção foi identificado. Intervenções efetivas para reduzir o bullying contra crianças obesas devem ser identificadas.

Fonte: Pediatrics, Volume 125, Number 6, 2010, Pages 1301-1307

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: