Publicidade

Notícias de saúde

Estudo confirma benefícios da amamentação exclusiva contra infecções

23 de junho de 2010 (Bibliomed). Bebês alimentados exclusivamente com o leite materno nos primeiros quatro meses de vida - e que continuam sendo amamentados por alguns meses após esse período, mesmo com a inclusão de outros alimentos - têm menor risco de infecções respiratórias e gastrointestinais, segundo estudo que será publicado na edição de julho da revista médica Pediatrics. E, de acordo com os especialistas, seis meses de amamentação exclusiva é ainda melhor.

Avaliando mais de 4 mil mães, os pesquisadores observaram que apenas 1,4% dos bebês haviam sido alimentados exclusivamente pelo leite materno até os seis meses de idade. E esses bebês apresentavam, significativamente, menores riscos de infecções no trato respiratório inferior e superior e no trato gastrointestinal. Aqueles amamentados exclusivamente por quatro meses também apresentaram bons resultados nesse sentido, mas em menor escala.

“O aleitamento materno exclusivo até a idade de quatro meses e parcialmente após esse período foi associado a uma significativa redução da morbidade respiratória e gastrointestinal em bebês”, escreveram os autores na publicação. De acordo com os especialistas esses resultados são muito importantes, visto que essas infecções são as principais causas de doenças nas crianças. E isso está em consonância com as recomendações da Organização Mundial da Saúde. “Nossas descobertas apoiam estratégias de políticas em saúde para promover a amamentação exclusiva por pelo menos quatro meses, mas, preferencialmente, por seis meses em países industrializados”, destacaram.

Fonte: Pediatrics. Edição prévia de julho de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: