Publicidade

Notícias de saúde

Problema auditivo pode indicar perda de memória, indica estudo

25 de julho de 2008 (Bibliomed). Uma indicação precoce de perda de memória pode vir dos ouvidos. Um novo estudo da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, sugere que problemas leves de memória podem estar associados com disfunção do processamento auditivo central (DPAC).

Pessoas com DPAC têm uma dificuldade em lidar com as informações que chegam por meio da audição, o que é diferente de uma surdez. Eles podem ouvir normalmente ou perto do normal em situações tranqüilas, mas, quando há outros sons no ambiente, encontram dificuldade em entender o que é dito.

Estudos anteriores já indicavam que o processo auditivo central é prejudicado em pessoas com dislexia, doença de Alzheimer e outros tipos de demência. Para avaliar essa relação, o novo estudo examinou o processamento auditivo central em 313 idosos usando três testes.

Os resultados indicaram que a pontuação nos testes de processamento auditivo era consideravelmente menor no grupo com demência e naqueles que apresentavam um leve distúrbio de memória, em comparação com o grupo controle, cujos participantes não apresentavam problemas de memória.

Com isso, os autores recomendam que esse exame deva ser regularmente realizado em idosos com problemas auditivos. "Esses testes de processamento auditivo central avaliam quão bem o indivíduo controla os sinais concorrentes, uma tarefa que exige adequada memória de curto prazo e capacidade de mudar a atenção rapidamente", explicaram os autores.

Fonte: Archives of Otolaryngology - Head and Neck Surgery. Julho de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: