Publicidade

Notícias de saúde

Nível de Hormônio Pode Definir Melhor Droga Para Coração

Por Suzanne Rostler

NOVA YORK (Reuters Health) - Pessoas com níveis elevados de renina, enzima envolvida na regulação da pressão arterial, parecem ter risco maior para ataque cardíaco, informaram pesquisadores.

As descobertas, publicadas na edição de agosto do American Journal of Hypertension, sugerem que um alto nível de renina no sangue pode ser usado para identificar pacientes que poderiam ser beneficiados por drogas conhecidas como inibidores ACE, que bloqueiam a atividade do sistema renina-angiotensina.

Em entrevista à Reuters Health, o coordenador do estudo Jon Blumenfeld, do Hospital Presbiteriano de Nova York, explicou que há risco de complicações com os inibidores ACE, como a perigosa queda de pressão sanguínea.

Mas os médicos podem prognosticar melhor quais pacientes são mais suscetíveis a ter uma resposta na pressão sanguínea conhecendo os níveis de renina da pessoa.

"Esta é uma forma concebível de fazer um tratamento do ataque cardíaco mais adequado para cada indivíduo. Não usaríamos drogas indiscriminadamente", disse Blumenfeld.

Os pesquisadores mediram os níveis de renina no sangue de 349 pacientes em serviços de emergência que pensavam estar tendo um ataque cardíaco.

Os níveis do hormônio foram 2,7 vezes mais altos nos 73 pacientes que tiveram ataque cardíaco, comparados aos pacientes que não sofreram o ataque.

O nível de renina no sangue foi uma forma melhor de prognosticar o ataque cardíaco que os tradicionais fatores de risco como gênero, história de pressão sanguínea alta, colesterol alto ou diabete.

"Nossas descobertas apóiam e ampliam evidências de que o nível de renina é um poderoso fator independente associado ao ataque cardíaco", escreveram os autores.

Os pesquisadores pediram mais estudos para investigar se a medida da renina em pacientes que sofreram ataque cardíaco pode ajudar os médicos a determinar o melhor tipo de droga a ser prescrita.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: