Publicidade

Notícias de saúde

Estudo Liga Taxa de Crescimento a Diabete Entre Crianças

LONDRES (Reuters) - Crianças com taxa de crescimento elevada nos primeiros três anos de vida podem ter uma chance maior de se tornarem diabéticas na infância. A conclusão dos pesquisadores do Hospital da Criança Sophia, em Roterdã, foi publicada na edição de sexta-feira da revista The Lancet.

O estudo mediu as taxas de crescimento de 91 crianças que desenvolveram mais tarde diabete insulino-dependente (associada a falência das células secretoras de insulina) e seus irmãos, comparados com 2.151 crianças holandesas sadias.

Os resultados mostraram que as crianças que desenvolveram diabete tinham uma tendência a estar acima do peso nos seus primeiros anos, comparadas a seus irmãos e à população em geral.

Tanto as crianças pré-diabéticas quanto seus irmãos sadios mostraram taxas de crescimento em altura aumentadas no segundo e terceiro anos de vida, comparada com as crianças holandesas, disseram os pesquisadores.

As crianças pré-diabéticas, no entanto, não mostraram tendência a ganhar peso mais rápido que seus irmãos depois do primeiro ano. Após o terceiro ano de vida, as taxas de crescimento foram as mesmas da população normal para crianças pré-diabéticas e seus irmãos. Os pesquisadores sugeriram que melhores condições financeiras significaram que as crianças receberam nutrição melhor no primeiro ano de vida empurrando para cima as taxas de crescimento nas que tinham predisposição genética a crescimento rápido e crescentes incidentes de diabete insulino-dependente em idade precoce.

"A diabete tipo 1 (insulino-dependente) ocorre em idades precoces em países ricos e a riqueza está associada ao aumento do crescimento pós-natal", disse Jan Bruining chefe da equipe.

Os cientistas alertam que mais testes são necessários para provar esta hipótese. E, conforme Bruining disse à Reuters, mesmo que a ligação seja provada, dar muita comida a crianças no primeiro ano de vida pode não predispor ao desenvolvimento de diabete, a menos que outros fatores como disposição genética a crescimento rápido também estejam presentes.

Aumento de crescimento precoce é diretamente associado ao aumento da secreção de insulina e, para os cientistas, pode levar a uma resposta auto-imune que ataque as células secretoras de insulina do próprio corpo.

A diabete é uma doença caracterizada por uma incapacidade para controlar a quantidade de açúcar no sangue. A diabete insulino-dependente afeta anualmente cerca de 450 crianças holandesas entre 0 e 18 anos a cada ano.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: