Publicidade

Notícias de saúde

Desigualdades sociais alteram estatísticas sobre a distribuição do câncer

07 de Maio de 2004 (Bibliomed). Não há dúvidas acerca da contribuição da carga genética no desenvolvimento de certos tipos de cânceres. Grupos étnicos minoritários podem estar mais sujeitos a padecer de doenças que muitas vezes não incidem tão notavelmente sobre outras populações.

Um novo relatório divulgado esta semana pela Associação Médica Americana analisou o papel da genética sobre a epidemiologia do câncer em minorias sociais nos Estados Unidos.

Segundo o artigo, a despeito da influência do genoma, diversos grupos minoritários vêm obtendo piores índices de mortalidade e cura muito provavelmente devido a desigualdades de cunho social e econômico. Entre negros, por exemplo, a mortalidade geral por câncer nos EUA é cerca de 35% maior que entre a população branca.

Fonte: American Medical News

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: