Publicidade

Notícias de saúde

Parceria entre Brasil e Bolívia reduz casos de malária na fronteira

03 de Janeiro de 2003 (Bibliomed). Os casos de malária na fronteira Brasil-Bolívia diminuíram 71% em dois anos, graças a um acordo internacional para ações conjuntas na prevenção e controle da doença, firmado entre os dois países em outubro de 2000. Naquele ano, foram registrados 900 casos de malária importados da Bolívia na fronteira brasileira, enquanto que em 2002, foram detectados 260 casos. A Bolívia também obteve uma redução considerável de casos de malária. Foram 38 mil casos da doença registrados em 2000, e 14,8 mil confirmados em 2002, representando uma redução de 61%.

Durante a segunda reunião de avaliação e intensificação das ações de cooperação técnica entre os dois países para o controle da malária em áreas de fronteira, os países assinaram um termo de compromisso com um plano conjunto de ações e planejamento para os próximos anos. Entre as ações previstas está o diagnóstico e tratamento de pacientes e o controle de vetores. O termo de cooperação inclui o controle, não só da malária, mas também das demais endemias da região, como dengue, febre amarela e leishmanioses. A reunião aconteceu em Rio Branco, Acre, nos dias 11 e 12 de dezembro, com a presença de representantes da área de Saúde dos governos brasileiro e boliviano, e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

A região de fronteira brasileira inclui 16 municípios, sendo sete no estado do Acre (Acrelândia, Plácido de Castro, Capixaba, Xapuri, Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil) e nove no estado de Rondônia (Porto Velho, Guajaramirim, Nova Mamoré, Costa Marques, São Francisco, Alta Floresta, Alto Alegre, Pimenteira e Cabixé).

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: