Publicidade

Notícias de saúde

Crianças internadas têm acesso a livros de qualidade e à leitura mediada por profissionais habilitados

17 de Outubro de 2002 (Bibliomed). O Programa Biblioteca Viva, que beneficia cerca de 300 mil crianças e adolescentes internadas em hospitais conveniados ao SUS, está ganhando um novo impulso. Na última semana, o ministro da Saúde, Barjas Negri, e o ministro da Cultura, Francisco Weffort, assinaram um protocolo que formaliza a doação de 300 mil livros de histórias infantis para o projeto.

Ao facilitar a integração com a equipe hospitalar e a reconstituição de um espaço nos hospitais que não se refira apenas à doença, o Programa Biblioteca Viva vem conseguindo promover mudanças favoráveis no quadro psicológico das crianças atendidas e na recuperação de sua saúde. Além do aumento da aceitação das crianças ao tratamento e à internação hospitalar, outro benefício do Programa é a criação do hábito da leitura pelas famílias atendidas, mesmo após a alta hospitalar.

Lançado em 2001, pelo Ministério da Saúde em parceria com a Fundação Abrinq e Citibank, o Programa Biblioteca Viva já foi implantado em 26 hospitais do Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Paraná, Maranhão, Minas Gerais e do Distrito Federal. Outros 100 hospitais que integram a rede SUS estão no processo de seleção para participarem do programa.

A implantação fica a cargo dos profissionais selecionados pelos hospitais e, após a formação inicial, o processo de implantação é acompanhado e supervisionado pela equipe do Projeto Biblioteca Viva durante um período de doze meses. O Ministério da Saúde já investiu mais de R$ 1 milhão para a formação de 412 mediadores de leitura nesses 26 hospitais, aquisição do acervo e arquivos, tapetes e carrinhos.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: