Publicidade

Notícias de saúde

Namorados são o público-alvo de campanha contra a Aids

07 de Junho de 2002 (Bibliomed). A importância de adotar comportamentos preventivos para evitar a Aids é o tema de uma campanha que será dirigida especialmente aos namorados nos próximos dias. A campanha, lançada esta semana pelo Conselho Empresarial Nacional de Prevenção à Aids, será realizada no País pelo segundo ano consecutivo, aproveitando o Dia dos Namorados. O trabalho vai alertar sobre os cuidados necessários para impedir a transmissão do vírus HIV. O Conselho Empresarial quer transformar o dia 12 de junho em uma data representativa no combate à doença no Brasil. O lema da campanha é “a prevenção é uma demonstração de amor”. Durante uma semana deste mês, um filme com duração de 30 segundos que trata do assunto será veiculado em 80 salas de cinema espalhadas pelo Brasil.

Além disso, a campanha será divulgada na MTV. Um dos objetivos é incentivar os namorados a utilizar a camisinha em todas as relações sexuais.

O Conselho Empresarial de Prevenção à Aids é formado por 20 empresas de grande porte que atuam no Brasil. A entidade, em parceria com a Coordenação Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde, promove ações de prevenção à doença, utilizando a informação e a assistência. O trabalho do Conselho é coordenado pela Volkswagen do Brasil. Como parte da campanha do Dia dos Namorados, os funcionários das 20 empresas que integram o Conselho vão ganhar 30 mil camisinhas, um folder explicativo sobre as formas de transmissão da doença e balas.

As ações do Conselho foram estendidas ao público em geral desde junho do ano passado, quando foram distribuídos cartões postais sobre o assunto em cinemas e shoppings brasileiros. O Dia dos Namorados deve se consolidar, nos próximos anos, como uma data importante para as campanhas de prevenção à Aids. Atualmente, o Ministério da Saúde aproveita o Carnaval, o dia 1º de Dezembro e o Dia Mundial de Luta Contra a Aids para realizar o trabalho de conscientização e educação dos brasileiros no que diz respeito às formas de evitar o HIV.

O Ministério afirma que o número de mortes causadas pelo vírus da Aids diminuiu no País nos últimos anos. A afirmação foi feita pelo ministro da Saúde, Barjas Negri, que esteve no lançamento da campanha. Negri atribui a redução das mortes às campanhas de combate à doença. Segundo ele, a Organização Mundial de Saúde (OMS) previa que o Brasil teria 1,2 milhão de soropositivos em 2002. Entretanto, os dados oficiais apontam que 600 mil pessoas são portadoras do HIV atualmente.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: