Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas Decifram Gene 21, Relacionado à Síndroma de Down

10 de Maio de 2000 (Bibliomed). Cientistas anunciaram ter decifrado o código genético do cromossoma 21, o menor gene humano, que permitirá um melhor conhecimento da Síndroma de Down, Mal de Alzheimer e vários tipos de cancro, conforme estudo publicado na revista «Nature» desta semana.

Pesquisadores do Centro de Ciências dos Genomas Riken, do Japão, e do Instituto de Biotecnologia Molecular, da Alemanha, completaram a sequência do cromossoma 21, que tem apenas 225 genes activos. Os cientistas mapearam 33,5 milhões de pares básicos do cromossoma 21. O genoma humano contém três bilhões de pares de DNA, molécula que contém as informações genéticas.

Com essa revelação, os cientistas recalcularam o número total dos genes humanos, reduzindo para 40.000 dos 70.000 a 100.000 genes estimados anteriormente. O mapeamento genético ajudará os cientistas a desenvolver testes mais precisos e novos tratamentos para doenças ligadas ao cromossoma, incluindo epilepsia, doenças auto- imunes e leucemia. O desafio agora é desvendar a função de todos os genes do cromossoma 21, acrescentaram.

Esse é o segundo cromossoma que os cientistas conseguem identificar completamente depois que, em Novembro, desvendaram a sequência genética do cromossoma 22, que tem o dobro de genes, com 545 genes activos. Os dois cromossomas têm o mesmo tamanho.

Mas, apesar de o cromossoma 21 ter poucos genes, os cientistas estão particularmente interessados em seu conteúdo porque é o único relacionado à Síndroma de Down. Cada ser humano tem 46 cromossomas, 23 provenientes de cada um dos pais, e cada um dos cromossomas contém genes e DNA no núcleo de cada célula. Esses cromossomas determinam nossa constituição genética, como somos e a que doenças estamos propensos.

Segundo o médico Robert Waterston, chefe do Departamento de Genética da Washington University em St. Louis, cada cromossomo é como um volume de uma enciclopédia. Determinar a sequência genética é de particular utilidade na pesquisa de doenças genéticas como a Síndroma de Down. A origem da síndroma é a presença de três cópias de genes, em vez de duas, no cromossomo 21. Essa é a principal causa do retardamento mental.

Com a ajuda do mapa genético do cromossoma, os pesquisadores podem estudar os genes específicos relacionados com a síndroma. Segundo Waterston, cuja equipe contribuiu na pesquisa do cromossoma 22, a importância do mapeamento do cromossoma 21 é que ocorreu muito rapidamente.

O facto de ter ocorrido tão pouco tempo depois de se determinar a sequência do cromossoma 22 significa que estamos indo cada vez mais rápido», ressaltou, acrescentando que os próximos a serem decifrados serão o cromossoma 20 e Y, do sexo masculino. Essa pesquisa faz parte do Projecto do Genoma Humano, que reúne vários países com a finalidade de ter a sequência genética completa do DNA humano.

Copyright © 2000 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: