Publicidade

Notícias de saúde

Governo vai intensificar combate à dengue

Belo Horizonte, 18 de Outubro de 2001 (Bibliomed). O crescimento da dengue em todo o País levou o Ministério da Saúde a criar um plano de emergência para controle e combate à doença. As ações serão intensificadas e o governo agregou mais R$ 115 milhões aos R$ 360 milhões já destinados ao combate ao mosquito Aedes aegypti. Até meados de setembro, o Brasil registrou 340 mil casos de dengue, 100 mil a mais do que no ano passado. A meta é reduzir o número de ocorrências pela metade, até o final de 2002.

A estratégia de combate à dengue inclui uma intensiva campanha de esclarecimento à população que teve início no dia 5 e deverá ser veiculada até setembro do ano que vem. O objetivo é acabar com os focos do mosquito, principalmente nas residências. De acordo com o presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Mauro Ricardo Costa, 90% dos focos do Aedes aegypti são domiciliares.

O estado brasileiro com maior número de casos registrados até agora é o Amazonas, com 70% das ocorrências da doença. Rio Grande do Norte, Ceará, Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo também estão na lista. Esses estados, até o final de agosto, somavam 51.115 ocorrências. De acordo com a Funasa, houve prefeituras que se descuidaram das ações de prevenção por causa das eleições municipais. Além disso, o clima quente ajudou na proliferação do mosquito.

Os recursos do Programa de Combate à Dengue serão usados para reequipar as secretarias de saúde, capacitar pessoal e para saneamento. Somente para a campanha publicitária serão investidos R$ 20 milhões.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: