Publicidade

Notícias de saúde

Dietas Menos Calóricas Podem Prevenir Doenças

Por Merritt McKinney

NOVA YORK (Reuters Health)
- Evitar repetir o prato nas festas de final de ano pode não ser uma má idéia. Uma pesquisa preliminar sugere que consumir uma dieta com poucas calorias pode prevenir diversas doenças crônicas como câncer, doenças cardíacas e endometriose.

Em um estudo de longo prazo comparando dietas normais e reduzidas em calorias com macacos rhesus, os animais que consumiram 30 por cento menos calorias estavam cerca de 50 por cento menos propensos a desenvolver doenças crônicas, quando comparados aos animais do grupo de "controle" que consumiram uma dieta normal.

Dos 60 macacos de cada grupo, 25 sob dieta normal desenvolveram pelo menos uma doença crônica, comparados a somente 13 sob dieta com menos calorias, de acordo com Mark A. Lane, do Instituto Nacional de Envelhecimento (NIA), em Baltimore, Maryland, em entrevista à Reuters Health.

Lane destacou que os resultados são preliminares, já que os cientistas não analisaram os dados para verificar se outros fatores além da dieta podem ter afetado o risco de desenvolvimento de doenças crônicas. Mas o pesquisador afirmou que a evidência é "razoavelmente forte".

De acordo com Lane, muitos estudos anteriores com diversas espécies de animais demonstraram que a redução de calorias pode aumentar a longevidade.

Os macacos sob dieta restrita tendiam a ser 20 por cento menores do que os outros macacos, mas não eram menos ativos fisicamente, disse Lane.

O pesquisador afirmou que a restrição de calorias pareceu ter um efeito maior em doenças que envolvem crescimento celular anormal, como câncer e endometriose. Esta é uma doença em que o revestimento do útero cresce de maneira anormal e pode invadir outras partes do corpo.

Oito animais do grupo de controle desenvolveram câncer, comparados a somente dois do grupo de menos caloria. Em outro estudo similar com macacos, oito animais sob dieta normal desenvolveram câncer, sendo que nenhum do grupo de calorias restritas desenvolveu a doença.

Lane destacou que somente um macaco sob dieta com poucas calorias desenvolveu endometriose. Já cinco macacos sob dieta normal desenvolveram a doença.

De acordo com o pesquisador, o número de mortes entre o grupo de animais sob dieta com poucas calorias correspondeu a cerca de metade do número entre o grupo de controle.

Mesmo que, eventualmente, se demonstre que a restrição de calorias proporciona benefícios à saúde similares em pessoas, certamente a diminuição de calorias a 30 por cento será uma tarefa difícil para o crescente número de norte-americanos acima do peso.

Lane sugeriu que a pesquisa com macacos pode levar a drogas que podem imitar os efeitos da restrição de calorias. O pesquisador explicou que um composto chamado desoxiglucose 2, que reduz a quantidade de glicose que as células recebem, fornece alguns dos mesmos benefícios que a redução de calorias, como a diminuição do peso e da temperatura corporal e dos níveis de insulina.

Lane ressaltou que altas doses da droga podem ser tóxicas. Os cientistas apresentaram os resultados do estudo no mês passado, durante o encontro anual da Gerontological Society of America (Sociedade Gerontológica da América), em Washington, DC.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: