Publicidade

Notícias de saúde

Nutrição de Grávidas é Deficitária, Diz Estudo

NOVA YORK (Reuters Health) - As mulheres grávidas, tanto adolescentes quanto adultas, não têm nutrição adequada durante a gestação, informaram pesquisadores.

Os dois grupos de mulheres ingeriram menos calorias que o recomendado durante a gravidez, conforme resultados de um estudo realizado com 59 adolescentes e 97 mulheres com mais de 19 anos. As grávidas adolescentes e adultas também ingeriram menos cálcio, magnésio, zinco, ferro, fibra, folato e vitaminas D e E do que a quantidade recomendada.

A nutrição oferecida pelas vitaminas pré-natais não foi incluída no estudo, no qual as mulheres registraram a dieta por uma semana durante o segundo e o terceiro trimestres.

A ingestão média de calorias e de 11 nutrientes isolados foi mais alta entre as adolescentes que entre as mulheres mais velhas. A equipe de Jorge A. Prada, do Centro Médico do Hospital Infantil, em Cincinnati (Ohio), sugeriu que isto é consequência do fato das adolescentes ainda estarem em crescimento e necessitarem de mais energia e nutrientes que os adultos. A ingestão de mais calorias entre as adolescentes não pareceu ser resultado do consumo de "junk food" (alimentos pouco saudáveis) em grande quantidade, observaram os autores.

A maioria das adolescentes do estudo tinha uma nutrição deficiente, informou o trabalho dos pesquisadores, publicado na edição de novembro do Journal of the American Dietetic Association.

"Menos de 30 por cento das adolescentes grávidas apresentaram os padrões básicos para ferro, zinco, magnésio, cálcio e vitaminas D e E", apesar de terem recebido aconselhamento nutricional e terem acesso a programas de suplementação alimentar como o programa federal Mulheres, Recém-Nascidos e Crianças (WIC, sigla para Women, Infants e Children), informaram os pesquisadores.

Em geral, as adolescentes têm um risco maior de sofrer problemas durante a gravidez como parto prematuro, pressão arterial alta e ter um bebê com baixo peso ao nascer. A razão para isso, em parte, pode ser a alimentação inadequada durante a adolescência em geral, indicou a pesquisa.

Dada a quantidade de mulheres nos dois grupos que não obteve a nutrição que precisava a partir dos alimentos, é positivo que quase 80 por cento das adolescentes e adultas tenham informado que tomaram as vitaminas pré-natais conforme as recomendações.

Os resultados do estudo indicam "uma contínua necessidade de avaliar o estado nutricional das mulheres grávidas e implantar orientações sobre a origem alimentar dos nutrientes encontrados para serem limitados na dieta", avaliaram os especialistas.

Os pesquisadores também recomendaram que sejam desenvolvidos programas separados dirigidos para as necessidades específicas das adolescentes e adultas.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: