Publicidade

Notícias de saúde

Algumas alergias comuns podem estar ligadas à probabilidade de autismo em crianças

12 de julho de 2018 (Bibliomed). Algumas condições alérgicas comuns, especialmente alergia alimentar, estariam associadas ao transtorno do espectro do autismo (TEA) em crianças, de acordo com um estudo publicado no JAMA Network Open.

Pesquisadores da Universidade de Iowa realizaram um estudo transversal de base populacional utilizando dados nacionais obtidos entre 1997 e 2016. A correlação entre alergia alimentar, alergia respiratória, e da pele alergia e TEA foi examinada para crianças de três a 17 anos. Os dados foram incluídos para 199.520 crianças.

Os pesquisadores descobriram que 8.734 crianças tinham alergia alimentar, 12,15% tinham alergia respiratória e 9,91% tinham alergia na pele. No geral, 0,95% das crianças tiveram um diagnóstico de TEA. A prevalência ponderada de alimentos, respiratórias e alergias de pele relatados foi de 11,25, 18,73 e 16,81%, respectivamente, em crianças com TEA, em comparação com 4,25, 12,08 e 9,84%, respectivamente, para aquelas sem. As correlações entre condições alérgicas e TEA permaneceram significantes após ajuste para variáveis ​​de confusão.

Assim, em uma amostra nacionalmente representativa de crianças dos EUA, uma associação significativa e positiva de condições alérgicas comuns, em particular alergia alimentar, com transtorno do espectro do autismo foi encontrada.

Fonte: JAMA Network Open. 2018;1(2):e180279. DOI:10.1001/jamanetworkopen.2018.0279.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: