Publicidade

Notícias de saúde

Exercícios físicos ajudam a melhorar fadiga relacionada ao câncer

11 de abril de 2017 (Bibliomed). A utilização de exercícios e/ou terapia comportamental e educacional pode ser mais eficaz do que os medicamentos prescritos para lidar com a fadiga relacionada ao câncer, de acordo com uma metanálise publicada em março em JAMA Oncology.

Pesquisadores da Universidade de Rochester Medical Center Wilmot Cancer Institute em Nova York, e colegas analisaram 113 estudos anteriores, que incluíram 11.525 pacientes adultos com câncer. Quase metade dos pacientes incluídos na revisão eram mulheres com câncer de mama. Setenta e oito% dos participantes do estudo eram mulheres, com idade média de 54 anos. A análise excluía estudos que analisassem terapias complementares, com exceção feita para tratamentos alternativos de exercícios, como yoga ou tai chi. Além disso, a equipe de pesquisa não incluiu estudos que avaliaram tratamentos medicamentosos envolvendo medicação com eritropoietina.

Os estudos incluídos analisaram o impacto de quatro diferentes abordagens de tratamento: apenas exercícios; Intervenções de saúde mental destinadas a fornecer informações e/ou ajudar os pacientes a compreenderem e adaptarem-se à sua situação atual; uma combinação de exercício e tratamento psicológico; medicamentos prescritos, incluindo medicamentos estimulantes.

Todas as quatro intervenções levaram à melhora da fadiga. Mas os pesquisadores descobriram que o exercício terapêutico levou a melhores resultados. As terapias psicológicas produziram resultados igualmente positivos, assim como os tratamentos que integravam o exercício com os esforços de saúde mental.

Fonte: JAMA Oncol. Published online March 2, 2017. doi:10.1001/jamaoncol.2016.6914

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: