Publicidade

Notícias de saúde

Mulheres podem se beneficiar da ultrassonografia das mamas

15 de janeiro de 2016 (Bibliomed). O ultrassom e a mamografia parecem ter a mesma probabilidade de detectar câncer de mama, segundo indica um novo estudo. Esta descoberta é uma boa notícia, especialmente para as mulheres que vivem em países em desenvolvimento que normalmente têm mais acesso ao ultrassom do que à mamografia, disseram os pesquisadores.

O estudo foi publicado em 28 de dezembro de 2015 no Journal of the National Cancer Institute.

O novo estudo envolveu 2.600 mulheres que vivem nos Estados Unidos, Canadá e Argentina e que realizaram ultrassonografia e mamografia anualmente por três anos. Eles não tinham sintomas de câncer de mama no início do estudo, mas elas apresentavam um tecido mamário denso - considerado um fator de risco para o câncer de mama - além de, pelo menos, mais um fator de risco qualquer para este tipo de câncer.

No final do estudo, 110 mulheres foram diagnosticadas com câncer da mama. As taxas de detecção foram semelhantes entre os dois testes. As taxas de resultados falso-positivos (onde uma varredura sugere erroneamente um tumor) foram maiores para o ultrassom em comparação com mamografia, relataram os pesquisadores.

No geral, os pesquisadores descobriram que 32% dos mais de 2.500 mulheres sem câncer foram convidadas a voltar para testes adicionais pelo menos uma vez após um ultrassom, comparado com 23% das mulheres que tinham realizado uma mamografia, disse o estudo.

Os resultados sugerem que para as mulheres que não têm um alto risco de câncer de mama, mas têm mamas densas, encontram-se muitos mais casos de câncer se o ultrassom for realizado como complemento à mamografia.

Fonte: Journal of the National Cancer Institute, Dec. 28, 2015

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: