Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Eletrocardiograma (ECG) (código AMB: 4.01.01.01-0)

O que é o ECG

Um eletrocardiograma (ECG) é um registro da atividade elétrica do coração.

Os batimentos do coração são originados à partir de estímulos elétricos, que surgem em uma das câmaras cardíacas, denominada átrio direito. O estímulo elétrico gerado neste local passa a percorrer um tecido de condução especializado, que funciona como uma verdadeira "rede elétrica", e que percorre todas as câmaras cardíacas.

À medida que o estímulo elétrico segue por esta rede, ele atua de modo a produzir as contrações cardíacas. Estas contrações bombeiam o sangue por todo o organismo.

O eletrocardiograma é o exame médico, onde é feito o registro da variação dos potenciais elétricos, gerados pela atividade elétrica do coração. Estes sinais elétricos podem ser detectados na superfície do corpo e registrados através da utilização de um aparelho chamado eletrocardiógrafo.

Muitas vezes, o ECG é chamado de eletrocardiograma de 12 derivações, pois o registro da atividade elétrica cardíaca é obtido em 12 pontos diferentes do corpo.

Para que serve

Um ECG indica a frequencia e o ritmo dos batimentos cardíacos (regular ou irregular). Também indica a posição das câmaras cardíacas, e se existe aumento de uma ou de mais de uma delas. Através do ECG, o médico poderá avaliar o padrão dos sinais elétricos cardíacos, que se alteram em presença de muitas doenças.

Um ECG pode mostrar:

Também pode ajudar a diagnosticar as doenças congênitas do coração e as lesões nas válvulas cardíacas.

Preparo

Este exame não exige preparo especial, a menos que o profissional médico lhe dê orientações específicas.

Técnica do procedimento

Um ECG de repouso é um procedimento indolor e que toma menos de 5 minutos. Pode ser feito em consultório médico, clínica ou hospital.

O ambiente da sala deve estar com temperatura agradável; preferencialmente, o paciente deve estar calmo e descansado há pelo menos 10 minutos, e sem ter fumado há pelo menos 40 minutos. Pergunta-se ao paciente sobre o uso de medicamentos, atuais ou passados.

São colocados eletrodos adesivos ou pequenas ventosas, na parede torácica anterior, nos punhos e tornozelos. Para melhor transmissão dos impulsos elétricos através da pele, aplica-se um gel especial sob estes eletrodos. Nos homens, ocasionalmente pode ser necessária uma tricotomia (corte dos pelos) em parte do tórax.

Estes eletrodos são conectados a fios, ligados ao aparelho (eletrocardiógrafo), que irá registrar os impulsos elétricos do coração. O traçado do registro propicia ao médico 12 visões distintas da atividade elétrica do coração; o registro é impresso em papel, para ser interpretado pelo médico.

Aparelhos computadorizados, atualmente disponíveis, facilitam a ação do médico no preparo dos laudos, ao fazer a análise das diversas ondas elétricas do traçado e também das alterações na linha de base (infra e supradesnivelamento).

Riscos

Os riscos são mínimos, limitando-se a irritação da pele pelo gel em raros casos. Esta irritação desaparece rapidamente com a retirada dos adesivos.

Benefícios do ECG

O eletrocardiograma é um exame simples, rápido, econômico e de boa sensibilidade, capaz de proporcionar inúmeras informações ao médico, acerca das doenças cardíacas. Pela sua facilidade de obtenção, normalmente é realizado durante uma consulta cardiológica, complementando-a.

Interpretação do ECG

A interpretação do eletrocardiograma é feita pelo médico, podendo ser auxiliado por medidas feitas pelo computador, nos aparelhos mais modernos. São analisados, entre outros, o eixo (angulação) do coração, o ritmo, a freqüência, a presença de sobrecarga e hipertrofia ou dilatação de câmaras cardíacas, alterações de isquemia, indicativas de problemas das artérias coronárias, entre outras.

Figura 1: Eletrocardiograma 1 - Ritmo atrial caótico

Figura 2: Eletrocardiograma 2- Ritmo de substituição juncional e dissociação isorrítmica

Figura 3:

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: