Vacina para herpes genital mostra-se promissora

1 Reply

Saúde da mulher Saúde do homem

destaque_pernas-mulherPesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, têm trabalhado no desenvolvimento de uma vacina para o herpes genital, e têm conseguido resultados promissores nos testes com animais.

O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível (DST) transmitida por vírus e que ataca a pele ou as membranas mucosas dos genitais. Dados a Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que mais de 3,7 bilhões de pessoas no mundo, com idade inferior a 50 anos, estão infectadas com o vírus do herpes simples tipo 1 (HSV-1), que leva a feridas na boca e pode ainda causar herpes genital; e aproximadamente 500 milhões de pessoas estão infectadas com o vírus do herpes genital (HSV-2).

O vírus é doloroso e embaraçoso para adultos, muitas vezes produzindo bolhas e feridas na área genital. Mas também tem profundos efeitos sobre a saúde. Os bebês nascidos de mães infectadas podem contrair o vírus, desenvolvendo doença grave e muitas vezes letal. Além disso, as pessoas com feridas genitais causadas por herpes são muito mais suscetíveis à infecção pelo HIV.

A vacina desenvolvida pela Universidade da Pensilvânia é “trivalente” e visa três partes diferentes do vírus, fechando sua capacidade de entrar em células e evadir a detecção pelo sistema imunológico. Em estudos de laboratório, a vacina provou 98% de eficácia na proteção de cobaias contra a infecção genital do herpes. A vacina também promoveu uma resposta imune em macacos, aumentando os níveis de anticorpos dirigidos contra o vírus. O próximo passo do estudo é realizar ensaios humanos.

A nova vacina induz uma resposta imune que produz três anticorpos dirigidos a diferentes aspectos do vírus herpes genital. Dois dos anticorpos impedem que o vírus bloqueie o sistema imunológico, enquanto o terceiro impede que o vírus entre nas células. Contudo, o coordenador do estudo, Dr. Harvey Friedman, explica que o vírus do herpes é difícil de derrotar, pois pode ficar latente por longos períodos após infectar as células, evitando a detecção pelo sistema imunológico entre os surtos da doença. Ainda segundo o especialista, a vacina contra herpes genital pode ter um grande impacto sobre a epidemia de HIV, reduzindo os casos de infeção por esse vírus.

Os resultados do estudo foram publicados na revista PLOS Pathogens.

Fonte: PLOS Pathogens, 19 de janeiro de 2017

1 comment

  1. Bezerra

    Mais que notícia maravilhosa! Estou muito feliz e cheia de esperanças. Vou rezar para que os testes em humanos sejam um sucesso e essa vacina seja feita e chegue logo ao Brasil, Ceará,Fortaleza. Vou rezar por todos que fazeme parte dessa busca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *