Publicidade

Artigos de saúde

Prática de artes marciais

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- História
- Por que lutar?
- Benefícios para corpo e mente
- Lutas para mulheres
- Modalidades de luta

História

O termo “artes marciais” é mais associado às lutas no leste da Ásia, mas era originalmente utilizado em referência aos sistemas de combate europeus. Originalmente, a palavra ‘marcial’ era derivada do latim, significando Artes de Marte, sendo Marte o deus romano da guerra.

As artes marciais são práticas extremamente antigas da humanidade, tendo se desenvolvido juntamente à civilização. Devido à necessidade de proteção pessoal, as artes marciais se tornaram comuns e foram profissionalizadas. Escavações arqueológicas mostram que o kung fu, por exemplo, existe na China há mais de 5000 anos. Outras descobertas na área mostram que na Mesopotâmia existia a prática de defesa e imobilização, sendo que técnicas semelhantes estavam sendo desenvolvidas ao mesmo tempo no mundo ocidental.

Por que lutar?

Pessoas de todo o mundo adotam a prática das artes marciais por diversos motivos. Essa atividade proporciona o desenvolvimento positivo da disciplina e da personalidade do indivíduo, enquanto também favorece sua socialização, a autoconsciência e o lazer, além de ensinar o praticante a se defender de ataques sem incentivar a agressividade.

Porém, existe também um forte motivo que incentiva a procura dessa atividade: a melhora da saúde.

As diferentes modalidades de luta trazem benefícios diversos para o corpo, o que faz com que elas sejam uma boa opção de atividade física – especialmente para quem não gosta da monotonia da musculação.

Benefícios para corpo e mente

As aulas de artes marciais são muito ativas e exigem que o aluno se movimente muito. De uma forma geral, as sessões começam com aquecimentos, sendo seguidas por práticas de golpes. Isso faz com que a pessoa exercite seu corpo inteiro, tonificando músculos, melhorando o condicionamento físico, a saúde cardiovascular, a força, o equilíbrio, a flexibilidade, dentre outros.

As lutas também ajudam na perda de peso e no desenvolvimento de massa magra. Para quem está tentando perder peso, elas podem ser a atividade ideal. As aulas proporcionam um gasto calórico altíssimo, podendo queimar entre 300 e 800 calorias por hora, dependendo da modalidade.

Outra questão que favorece a prática das lutas, e que também pode trazer benefícios extras para quem quer se livrar de quilinhos a mais, é a saúde mental e emocional. Essas artes levam o lutador a se sentir mais confiante, elevando a auto-estima. Elas também são um ótimo exercício para o controle da ansiedade, do estresse e da agitação.

Lutas para mulheres

As mulheres podem se sentirem intimidadas ao praticarem lutas, já que essa atividade é normalmente mais associada ao universo masculino. Algumas academias disponibilizam horários especialmente para o público feminino, e as escolas exigem que os alunos se respeitem, fazendo com que o ambiente seja seguro e acolhedor para elas.

Modalidades de luta

Apesar de as lutas estarem associadas à violência, as academias respeitam os limites dos alunos e as aulas são desenvolvidas de forma que ninguém se machuque. Apesar de ocorrerem combates e competições, a mensagem principal do esporte envolve o respeito, o trabalho em equipe e o autocontrole.

Existem também diversas modalidades igualmente beneficiais para a saúde nas quais o aluno pode se adaptar. Conheça abaixo algumas lutas e o efeito que elas têm no corpo.

Jiu Jitsu: usa o corpo para realizar alavancas, torções e pressão para vencer o oponente. Permite que pessoas pequenas derrotem lutadores maiores e mais fortes. O Jiu Jitsu melhora a força física, a resistência aeróbica e anaeróbica e a saúde do coração.

Karatê: as técnicas do karatê envolvem, principalmente, chutes e socos, mas também ensinam imobilização e bloqueios. Essa luta favorece a saúde muscular e cardiovascular, exercitando músculos, coração e ossos.

Muay Thai: combina o uso de cotovelos, punhos, canelas e pés, exigindo bom preparo físico. Trabalha o equilíbrio, a flexibilidade, a força funcional e a circulação do sangue.

Kickboxing: baseado em socos e chutes, mas se diferenciando bastante do Muay Thai na prática e nas regras. Favorece a saúde cardiovascular e a resistência aeróbica.

MMA: artes marciais mistas - do inglês, mixed martial arts. Envolvem técnicas de diversas lutas, incluindo golpes de combate em pé e também de chão. Dessa forma, a prática oferece os benefícios gerais da luta.

Existem ainda diversas outras modalidades, como o savate (o boxe francês), o judô, o tae kwon do, etc. Por isso é importante que a pessoa pesquise bastante antes de escolher e converse com o seu médico. Apenas o profissional será capaz de dizer quais modalidades são indicadas para as necessidades específicas de cada indivíduo.

Fonte: Martial Arts News, Livestrong.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.                                              25 de outubro de 2012



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: