Publicidade

Artigos de saúde

Câncer da Laringe

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- O que é a laringe?
- O câncer da laringe
- Tratamento
- Prognóstico

O que é a laringe?

A laringe é um órgão especializado que constitui um esfíncter protetor para a entrada das vias aéreas, sendo também responsável pela produção da voz. Acima, abre-se na parte laríngea da faringe, e abaixo continua com a traqueia. A estrutura da laringe é constituída de cartilagens, que estão ligadas por membranas e ligamentos e são movimentadas por músculos. Inclui as cordas vocais, e é revestida por uma membrana mucosa. A cartilagem na frente da laringe é popularmente conhecida como pomo de Adão.
A laringe tem 3 partes principais:

  • Superior, ou supraglótica

  • Média (glote), que inclui as cordas vocais.

  • Inferior, ou subglótica. Esta parte se conecta com a traqueia.

O câncer da laringe

O câncer de laringe ocorre predominantemente em homens, e, de modo típico, encontra-se relacionado ao uso do tabaco, e também ao consumo do álcool. O carcinoma epidermóide representa cerca de 95% dos tumores malignos da laringe. Sua história natural depende do seu sítio de origem, e isto é explicado pela embriogênese dos diversos segmentos da laringe.

O carcinoma laríngeo apresenta uma disseminação inicialmente intralaríngea e, posteriormente, para os linfonodos (gânglios linfáticos) regionais e para órgãos distantes. A propagação no interior da laringe se faz em superfície através da mucosa e através dos diferentes compartimentos, quando a neoplasia atinge a profundidade. A propagação regional vai depender da capacidade da neoplasia em invadir os planos profundos e da riqueza do leito vascular linfático e sanguíneo subjacentes.

Tratamento

O tratamento do câncer da laringe é preferencialmente cirúrgico. Entretanto, lesões pequenas, pouco infiltrativas que não comprometam a mobilidade da corda vocal, não infiltram cartilagem, não comprometem nem a comissura anterior nem as aritenóides podem ser controladas com a terapia radioterápica exclusiva. A radioterapia também está indicada em associação com a cirurgia nos tumores maiores, visando melhorar os resultados insatisfatórios oferecidos pelo emprego isolado de uma arma terapêutica. Neste caso, geralmente a irradiação é iniciada assim que o processo de cicatrização esteja consolidado, tão logo quanto possível ou no máximo até 40 dias da realização do ato operatório.

Prognóstico

Os cânceres da garganta podem ser curados em 90% dos pacientes, se detectados precocemente. Se o câncer já se espalhou para os tecidos próximos ou linfonodos do pescoço, 50 a 60% dos pacientes podem obter a cura. Porém se o câncer já tiver atingido outras partes do corpo, a possibilidade de cura cai muito, e o tratamento passa a ser direcionado para prolongar e melhorar a qualidade de vida.

Fontes: Oncologia Básica - 1ª Ed. - Capítulo 14 - Câncer de Cabeça e Pescoço
Anatomia - Richard S. Snell - 2ª Ed. - Capítulo 11 - Cabeça e Pescoço

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.                                                31 de outubro de 2011



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: