Notícias de saúde

Alterações da taxa da bilirrubina prediz recuperação espontânea em pacientes com hepatite alcoólica

09 de março de 2021 (Bibliomed). A hepatite alcoólica (HA) é uma doença grave com prognóstico ruim em curto prazo. O tratamento específico com corticosteroides melhora ligeiramente a sobrevida em curto prazo, mas está associado à infecção e não é usado em muitos centros. Um método confiável para identificar pacientes que se recuperarão espontaneamente minimizará o número de pacientes que apresentam efeitos colaterais dos tratamentos disponíveis.

Assim, pesquisadores analisaram a trajetória da concentração sérica de bilirrubina ao longo das admissões hospitalares em pacientes com HA para prever a sobrevida espontânea e a necessidade de tratamento.

Os pesquisadores examinaram a evolução da concentração de bilirrubina no sangue ao longo da permanência em 426 pacientes internados no hospital com HA para prever a sobrevida espontânea e a necessidade de tratamento. Um método intuitivo de classificar pacientes com HA com base na trajetória da bilirrubina na primeira semana de admissão foi apresentado, pois os pacientes foram classificados em três grupos: "queda rápida" (bilirrubina <0,8 x valor de admissão no dia 7), "estático" (bilirrubina de> 0,9 - <1,2 x valor de admissão) e "elevação rápida" (bilirrubina de =1,2 x bilirrubina de admissão). Em comparação com outros grupos, os pacientes com "queda rápida" tiveram sobrevida de 90 dias significativamente melhor e não se beneficiaram da terapia com corticosteroides.

Este procedimento distingue um grupo de pacientes com hepatite alcoólica que se recuperam espontaneamente e podem evitar a terapia com corticosteroides, e é complementar aos escores existentes que identificam candidatos ao tratamento com corticosteroides ou avaliam a resposta ao tratamento.

Fonte: Clinical Gastroenterology and Hepatology. DOI: 10.1016/j.cgh.2021.01.042.

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários