Notícias de saúde

Insônia pode aumentar risco de doença vascular cerebral

13 de março de 2020 (Bibliomed). Um novo estudo buscou examinar as associações de sintomas individuais de insônia com riscos de doenças vasculares cerebrais (DVC) e possíveis fatores moderadores entre adultos chineses.

Pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Pequim, na China conduziram um estudo de coorte prospectivo envolvendo 487.200 adultos com idades entre 30 e 79 anos que estavam livres de um acidente vascular cerebral (AVC), doença coronariana e câncer na linha de base. Os indivíduos com pelo menos um dos seguintes sintomas por pelo menos três dias por semana foram classificados como tendo insônia: dificuldade em iniciar ou manter o sono, despertar matinal e disfunção diurna.

Os pesquisadores identificaram 130.032 casos documentados de DCC durante uma mediana de 9,6 anos de acompanhamento. O risco de incidência total de DVC foi aumentado com cada um dos três sintomas de insônia, com taxas de risco ajustadas de 1,09, 1,07 e 1,13, respectivamente. Além disso, os participantes com sintomas individuais aumentaram os riscos de doença cardíaca isquêmica (taxas de risco de 1,13, 1,09 e 1,17, respectivamente) e acidente vascular cerebral isquêmico, mas sem risco aumentado de acidente vascular cerebral hemorrágico. Comparados com adultos não sintomáticos, os participantes com os três sintomas apresentaram riscos aumentados de 18%, 22% e 10% para DVC, doença cardíaca isquêmica ou acidente vascular cerebral isquêmico, respectivamente. Em indivíduos mais jovens e naqueles sem hipertensão basal, as associações entre três sintomas e a incidência de DVC foram consistentemente mais fortes.

O estudo, publicado na revista Neurology, concluiu que os sintomas individuais e coexistentes de insônia estão associados ao aumento do risco de doenças vasculares cerebrais.

Fonte: Neurology Journal.  Vol. 93, Issue 19.

Pixabay

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários