Notícias de saúde

Queda da parede vaginal pode causar dor na relação sexual

09 de maio de 2013 (Bibliomed).  Pouco conhecido, o prolapso genital, popularmente conhecido como “bexiga caída”, atinge duas em cada dez mulheres com mais de 40 anos, causando problemas na vida sexual, incontinência urinária e piora na qualidade de vida.
Alguns dos sintomas desse problema são o desconforto durante a relação sexual, como a sensação de que existe uma saliência ou abaulamento (curva para fora) na vagina ou perda involuntária de urina.

O problema ocorre quando a parede da vagina cai, como uma consequência do enfraquecimento dos músculos da região pélvica, causando o deslocamento de órgãos como o útero, a bexiga, o reto, o intestino delgado e a uretra. Os músculos da região pélvica podem ficar flácidos devido a múltiplos partos normais ou gravidez, obesidade, menopausa, cirurgias abdominais ou vaginais prévias, envelhecimento e algumas doenças musculares, neurológicas e genéticas.

O prolapso genital pode ser divido em quatro níveis de complexidade, sendo que nos mais graves a mulher sente como se houvesse uma bola na região genital, que causa enorme desconforto e constrangimento. Além disso, essas mulheres sentem dor durante o sexo.

O diagnóstico da doença é clínico e o tratamento varia conforme a intensidade dos sintomas, podendo se constituir em exercícios para região pélvica, no caso dos casos iniciais, ou até um tratamento cirúrgico, nos casos mais graves.

A doença também atinge mulheres jovens, mas é mais comum a partir dos 40 anos principalmente em mulheres que tiveram mais de uma gravidez ou partos normais; aquelas que entraram na menopausa; diabéticas; com sobrepeso ou obesidade; portadoras de doenças musculares, neurológicas ou genéticas; e naquelas que retiraram o útero.

Fonte: Agência NoAr, 07 de maio de 2013

Mulheres acreditam que dores vaginais são normais e não procuram ajuda médica. Leia em Boa Saúde

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários