Publicidade

Notícias de saúde

Animais de estimação podem reduzir taxas de infecção em bebês

11 de julho de 2012 (Bibliomed).  Crianças que crescem com gatos e cachorros em casa têm maiores chances de terem menos infecções respiratórias durante o primeiro ano de vida.

Pesquisadores finlandeses acompanharam 397 crianças desde sua gestação até elas completarem um ano de idade e descobriram que dentre os participantes, bebês que viviam em casas com cachorros tiveram 31% menos infecções e sintomas do trato respiratório, 44% menos infecções de ouvido e receberam 29% menos receitas de antibióticos.

O contato com gatos também foi associado a menos infecções, mas o impacto foi consideravelmente menor. Crianças que tinham gatos como animais de estimação receberam 2% menos prescrições de antibióticos.

“Nós especulamos que talvez os cães possam trazer sujeira ou terra para dentro de casa, e assim o sistema imunológico pode ser fortalecido, ou talvez seja algo dos próprios animais”, explica a pesquisadora Dra. Eija Bergroth, do hospital da Universidade Kuopio.

“De acordo com os nossos resultados, não há motivo para ficar com medo de contato com animais, ou evitá-los’, afirma a pesquisadora. Muitos pais se preparando para ter filhos podem tentar criar um ambiente extremamente higiênico, mas essa pode não ser a melhor opção, já que assim, o sistema imunológico do bebê não será desafiado.

O estudo está de acordo com outras pesquisas da área que mostram que crianças expostas a ambientes limpos demais correm mais riscos de desenvolverem alergias e asma.

Fonte: Live Science, 10 de julho de 2012 . 

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: