Publicidade

Notícias de saúde

Aspirina reduz a incidência de câncer em portadores de câncer colorretal hereditário

03 de fevereiro de 2012 (Bibliomed). Estudos observacionais relataram uma redução do câncer colorretal (do cólon e do reto) em consumidores regulares de aspirina. Ensaios clínicos têm demonstrado redução do risco de adenomas, um tipo de tumor benigno, mas nenhum deles empregou a prevenção de câncer colorretal como um objetivo primário.

Um artigo publicado na  revista The Lancet relatou uma nova pesquisa, que teve o objetivo de investigar os efeitos anticancerígenos da aspirina em portadores de síndrome de Lynch, a principal forma de câncer colorretal hereditário. Portadores de síndrome de Lynch foram divididos de modo aleatório para receber 600 mg de aspirina ou placebo (ou seja, um comprimido sem nenhum efeito). No total, a pesquisa envolveu 861 participantes.

Os dados mostraram que o uso de 600 mg de aspirina por dia durante 25 meses reduziu substancialmente a incidência de câncer em portadores de câncer colorretal hereditário. Mais estudos são necessários para estabelecer a dose ótima e a duração ideal do tratamento com aspirina.

Fonte: The Lancet, Volume 378, Issue 9809, 2012, Pages 2081-2087.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: