Publicidade

Notícias de saúde

Vício em Internet ligado à diferenças na substância branca em cérebros de adolescentes

19 de janeiro de 2012 (Bibliomed).  A adição ao uso da Internet pode ser um quadro extremamente preocupante, principalmente em jovens. Mas haveria uma causa anatômica para a ocorrência desta adição?

Pesquisadores na China analisaram as imagens dos cérebros de 18 adolescentes diagnosticados com Transtorno de Dependência à Internet (IAD) com as imagens dos cérebros de 18 adolescentes não-viciados, e encontraram diferenças na densidade da substância branca em mais de 20 regiões do cérebro. Um relatório sobre suas descobertas foi publicado online na edição de 11 de janeiro da revista PLoS ONE.

Durante a pesquisa, todos os participantes foram submetidos a uma varredura do cérebro a partir da qual os pesquisadores avaliaram a densidade e a estrutura da substância branca. A substância branca do cérebro contém fibras que transportam os sinais de várias partes do cérebro, usadas para se comunicar uma determinada região com as demais. Os pesquisadores também avaliaram uma série de características comportamentais, como a dependência, ansiedade, transtorno emocional, relações sociais, funcionamento familiar e gestão do tempo e compararam os resultados do grupo diagnosticado com IAD com o grupo de não-IAD.

Eles descobriram que os participantes no grupo IAD tiveram um pior desempenho emalgumas das avaliações comportamentais, incluindo uma medida adicional devício, um questionário que avalia a conduta emocional e problemas nos relacionamentos, e uma avaliação que busca associação entre distúrbios emocionais e a ansiedade.

Além disso, quando os pesquisadores compararam as regiões do cérebro que observaram ser diferentes entre os grupos com os resultados de suas avaliações de comportamento, foi verificado que a pior (ou seja, menos "saudável") pontuação em duas das medidas comportamentais estava ligada a menor densidade de substância branca em duas regiões específicas do cérebro.

Assim, os investigadores concluíram que seus resultados mostram que a IAD é "caracterizada pela insuficiência de fibras de matéria branca conectando regiões do cérebro envolvidas na geração e processamento emocional, atenção executivo, tomada de decisão e controle cognitivo".

Esta conclusão pode não ser definitiva, pois o número de participantes no estudo foi muito reduzido; além disso, o vício em Internet é uma doença relativamente nova e, embora mais estudos estejam aparecendo usando o termo, esta não é uma condição claramente definida e universalmente reconhecida.

Fonte: PLoS ONE.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: