Publicidade

Notícias de saúde

Universidade dos EUA Que Usou Terapia Genética é Processada

FILADÉLFIA (Reuters) - A família de um adolescente que morreu durante um tratamento genético experimental para doença de fígado processou a Universidade da Pensilvânia. A morte é considerada a primeira resultante de terapia genética, revelaram registros de uma corte na terça-feira.

A morte de Jesse Gelsinger, 18 anos, em 17 de setembro de 1999, levantou questões sobre a pesquisa genética em todo o mundo e fez com que a Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana reguladora de drogas e alimentos, interrompesse testes clínicos humanos no Instituto para Terapia Genética Humana, da Universidade da Pensilvânia.

Na ação, apresentada na Corte de Causas Civis da Filadélfia, na segunda-feira, um dia depois do primeiro aniversário da morte do adolescente, alega-se que a universidade não deu muita importância aos riscos do experimento. Também afirma-se que Gelsinger não deveria ter sido aceito no programa, pois sua doença não coincidia com o protocolo dos ensaios clínicos.

A ação alegou ainda que havia conflito de interesses no experimento da Universidade da Pensilvânia, incluindo um médico com um prêmio financeiro ao final da pesquisa.

A universidade publicou um pronunciamento descrevendo as alegações da família de Gelsinger como "somente uma versão de uma história muito complicada e dolorosa".

Gelsinger, que vivia em Tucson, Arizona, morreu quatro dias após o início da terapia genética para um distúrbio de fígado hereditário, chamado deficiência de ornitina transcarbamoilase.

Ele foi o 17o. paciente a receber uma droga experimental que usava um vírus do resfriado modificado para transportar genes corretivos.

Médicos acreditam que a droga desencadeou uma resposta imunológica massiva em Gelsinger que atacou seus órgãos vitais.

Sua morte fez com que universidades e empresas privadas dos Estados Unidos revisassem seus programas de terapia genética e o Congresso norte-americano acabou exigindo normas mais estritas.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: